Um dos pioneiros da causa antimanicomial é assassinado na Bahia

Marcus Vinícius de Oliveira era professor aposentado de Psicologia. Sua morte está envolvida com a disputa de terra entre indígenas e fazendeiros da região

MVinicius 2 (2)

O professor universitário aposentado do curso de Piscologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Marcus Vinícius de Oliveira Silva, de 57 anos, foi assassinado na noite da última quinta-feira, 5, no povoado de Pirajuía no Recôncavo baiano.

Marcus Vinícius era militante na luta antimanicomial no país, considerado um dos pioneiros na criação dos Centros de Atuação Psicossocial, os Caps.

De acordo com as investigações, dois homens o procuraram em sua residência na noite de quinta-feira, por volta das 19 horas, dizendo que uma amiga passava mal. Após concordar em seguir até a casa da amiga, juntamente com os dois suspeitos, Marcos Vinícius foi levado para uma estrada de terra onde foi executado com um tiro na cabeça.

O professor também atuava como mediador de conflitos de terra envolvendo comunidades indígenas e fazendeiros no município onde morava, Salinas das Margaridas. O mais provável é que seu assassinato esteja relacionado a esse fato.

O Conselho Federal de Psicologia ressaltou, em nota, o papel destacado que teve Marcus Vinícius na luta pela reforma psiquiátrica no Brasil.

O assassinato de Marcus Vinícius mostra que a direita fascista está cada vez mais à vontade para cometer seus crimes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s