Por que Lula?

Para a vitoria do golpismo é necessário incliminar e desmoralizar o ex-presidente petista

lula-2015-3336-original

Este início de ano está sendo particularmente revelador.

Já não resta qualquer dúvida quanto a decisão da justiça de expor e incriminar o ex-presidente Lula.

A campanha contra Lula, as investigações sobre atos de sua vida privada e de sua família, são políticas. Têm objetivos meramente políticos.

Enquanto não é encontrado nada de realmente relevante, seja no governo, seja em suas ações políticas a vida privada vira alvo de especulações. Até o número de visitas a um sítio se torna “escândalo”.

Sérgio Moro e a oposição de direita, desde as eleições de 2014, buscam fatos que possam comprometer a imagem de Lula, de modo que qualquer expectativa eleitoral do PT e do ex-presidente sejam minadas, antes mesmo de serem anunciadas.

Na falta de fatos, nada impede Moro e a imprensa de transformar o cotidiano em crime. Como o número de visitas que Lula fez a um determinado sítio no interior de São Paulo.

Como o impeachment entrou em compasso de espera, diante do recesso do legislativo, palco principal, mas não o único, do golpe, a imprensa resolveu utilizar as férias para intensificar sua campanha contra um alvo preferencial.

Lula é o alvo porque a burguesia quer impedir qualquer possibilidade de que o ex-presidente concorra em caso de haver novas eleições. Nesse sentido são várias as frentes de batalha. E nesse momento a batalha está abertamente deflagrada contra Lula.

Se a tentativa de colocar o PT na ilegalidade falhar, se o golpe contra Dilma não emplacar, ou se emplacar e forem chamadas novas eleições, não resta opção à oposição de direita a não ser desmoralizar e  possível incriminar Lula para impedir vença, mas principalmente que não concorra em caso de novas eleições.

Outra vertente da campanha contra Dilma, o PT e Lula é a tentativa permanente de responsabilizar o governo pela crise econômica e problemas no país, que segundo a imprensa são os piores de todos os tempos. Não é possível deixar de ver os problemas e responsabilidades do governo. Mas é preciso muito cautela na hora de acusar o governo em meio à campanha golpista.

No caso da campanha de perseguição contra Lula se aplica a mesma ressalva. Qualquer crítica a sua trajetória política, desde o movimento sindical, até seu governo, não pode ser servir para alimentar o golpismo da direita.

Lula é o alvo pois aparece concretamente como uma ameaça aos planos golpistas da direita, do imperialismo. Para que o golpe saia vitorioso é necessário incriminá-lo, fazer com que sua presença como principal líder dos trabalhadores do país seja desmoralizada.

É preciso ter claro, ainda, que essa tentativa é uma tentativa de desmoralizar toda a luta dos trabalhadores, da esquerda de um modo geral, tendo em vista que Lula é a referência maior desse campo político brasileiro, não apenas no País, como no resto do mundo.

Nesse sentido, Lula é o alvo não apenas porque compromete a vitória do golpe, mas também por que a campanha contra ele serve como campanha contra toda a esquerda nacional.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s